Daniel Faria — Amo-te no Intenso Tráfego

by manuel margarido

 

 

Amo-te no intenso tráfego
Com toda a poluição no sangue.
Exponho-te a vontade
O lugar que só respira na tua boca
Ó verbo que amo como a pronúncia
Da mãe, do amigo, do poema
Em pensamento.
Com todas as ideias da minha cabeça ponho-me no silêncio
Dos teus lábios.
Molda-me a partir do céu da tua boca
Porque pressinto que posso ouvir-te
No firmamento.

 

Faria, Daniel, Dos Líquidos, 2003: Quasi Edições, Vila Nova de Famalicão, 2003.

 

Daniel Faria (composição fotográfica)

Anúncios