Inês Dias — novo livro e um poema

 

 

«Dead Bird», Kristina © Kristina, via Deviantart (D.R.)

Anunciado o lançamento do novo livro de Inês Dias, «In Situ», no próximo dia 4 de Maio de Maio, na chancela Edições Língua Morta, com ilustrações de Daniela Gomes e apresentação de Rosa Maria Martelo, aqui se deixa um poema do seu muitíssimo estimulante livro anterior, «Em Caso de Tempestade este Jardim Será Encerrado», Lisboa, Tea for One, 2011.

 

 

Requiem para um pássaro e um autocarro perdido

 

Mais um dia

Em forma de pássaro morto.

Uma amálgama ainda quente

da manhã que nasce, espécie de beleza

desmanchada a que nem o nosso olhar

consegue servir de pietá. O vento

teima em agitar uma ou outra pena,

mas não há golpe de asa que o arranque

agora ao asfalto negro.

 

Partilhamos, no fundo, a impotência:

o destino que o esmagou

é o mesmo que esperamos para

embarcar sem surpresas, sem direito a atrasos.

A essa indiferença cansada prefiro

a do outro pássaro que, lá muito em cima,

hoje ainda mais, refaz a traços negros

a vida. É por esses instantes

de voo que aceito continuar a aprender.

 

anúncio do lançamento de «In Situ», de Inês Dias