Cristina Branco – Kronos

by manuel margarido

Com Abril, de 2007, descobri a arte e a voz de Cristina Branco, para lá do seu anterior trabalho como fadista. Nesta deriva para além do fado, a cantora lançou ontem Kronos, com canções de compositores portugueses de grande valor. O álbum é muito belo. Como ainda não sei converter ficheiros mp3 no editor deste blogue, socorro-me do ‘You Tube’, onde já se encontra a canção Bomba Relógio, autoria de Sérgio Godinho.

(Pesquiso e encontro excerto de entrevista à cantora, falando sobre o álbum: «Tem a ver com o tempo. Eu quando pedi aos autores que escrevessem, pedi para que escrevessem sobre o tempo. É sobre a passagem do tempo pelas nossas vidas. Da progressão ou regressão das coisas na nossa vida. Dez discos depois, achei que era uma boa maneira de parar e olhar para o tempo, pensar no que é que queremos fazer com ele», diz Cristina Branco em entrevista. No décimo álbum da sua carreira, a fadista colaborou com músicos tão díspares e pouco habituais no fado, como José Mário Branco e Sérgio Godinho, ao lado de Carlos Bica e Mário Laginha, junto às letras de Hélia Correia e as composições e piano de Ricardo Dias. «É uma união com os meus dois últimos discos, um de homenagem à Amália e o outro ao Zeca Afonso. Nunca me atreveria a ter pedido antes a estes compositores. Acabou por ser fácil convidá-los, depois de ganhar a coragem. Antes não me sentia ainda à vontade para falar com eles. Mas tudo correu bem. Foi óptimo», comenta a intérprete.)