Pedro Tamen – Agora abandonado sem sentimento algum

by manuel margarido


Agora abandonado sem sentimento algum

de ter valido a pena ou de não isso,

de olhos abertos mais, assumo e amo,

encordoado como não sei que bicho,

de pé-coxinho como não sei que homem.

Olho A e B, e a ti, porém contando

com posição de mar roçando a praia alheia,

tão marginal mas útil de outra forma,

tão mar e marginal, desfeito mas fazendo.

O lar sonhado não é aqui, mas onde

não sonhe mais por ele. Vivo

de pé, completo com aquilo

que outro vento não tive que me desse,

e mais ainda, com o que não tenho agora

nem pretendo rever: o dia é grande,

a morte igual, a voz silente.

Não posso pedir mais que o dom da sede.

TAMEN, Pedro, «Horácio e Coriáceo», Lisboa: Moraes editores, 1981.

(sobre o autor)

«Alone with the waves», Tayfun Eker © Tayfun Eker, via Deviantart