Olga Roriz – A Sagração da Primavera

by manuel margarido

“E agora aqui estou perante a obra recusada.”

Dias 29, 30 de Maio e 2, 3 de Junho, Centro Cultural de Belém – Lisboa

Ensaios de "A Sagração da Primavera" © C.O.R.

Sobre o que sinto

“Duas são, à partida e penso que à chegada, as minhas âncoras nesta peça que, inesperadamente, me proponho, predisponho ou imponho agora criar.

Digo inesperadamente porque ao longo de todo o meu percurso como coreógrafa, e já lá vão 32 anos, a única peça que decididamente nunca quereria coreografar era precisamente “A Sagração da Primavera”. As razões, até há 3 anos atrás, eram todas elas tão óbvias que nem por um momento me preocupei ou lamentei com essa minha decisão.

E agora aqui estou perante a obra recusada. Perante essa obra assustadoramente maior. No entanto tenho de confessar, talvez com alguma arrogância ou inconsciência, que pouco a pouco me deixa de assustar.


Talvez porque me estou a apaixonar ou já me apaixonei e quando isso me acontece sou imparável e só me tranquilizo quando consumo totalmente esse objecto desejado.”

Olga Roriz | 28 de Fevereiro de 2010

Ensaios de "A Sagração da Primavera" © C.O.R.