Evo Morales e os frangos, ou o mundo miúdo – (finos recortes 1)

by manuel margarido

“Não como frango de aviário desde que entrei numa casa de banho pública em La Paz”

No “Diário Económico online” de ontem, as desconchavadas declarações de Evo Morales, presidente da Bolívia, (a serem correctas as fontes e a notícia) recordam uma verdade universal: a ideologia (de cartilha em terceira mão), por vezes cega. Arrevesadamente, distraidamente, ou pateticamente, conforme se queira, o jornal sub-intitulou a secção assim: Miundo [sic]. Está certo: o mundo na mão dos miúdos.

[inaugura-se a série “finos recortes”, prometendo evitar, na medida do possível, a imprensa desportiva. Não será difícil.]