Dia Mundial da Poesia

by manuel margarido

Estas coisas valem o que valem, sempre valerão para animar as gentes, agitar sensibilidades, festejar vivos, relembrar mortos. Acho bem. Multiplicam-se iniciativas neste país de poetas, uma notícia dá conta de 40, número redondo, mas onde não consta o poema gigante na Baixa de Lisboa, ou a intensa programação do CCB. Não estou certo do resultado de qualquer ‘Dia Mundial.’ muito menos dedicado à poesia, essa diacronia. Mas acho bem. Como é Sábado nem sequer haverá aulas de Português. E o tempo, ah, o tempo anda tão bom, tão quente para a época, já tanta gente a ir à praia…

Imagens de livros projectadas nas muralhas da Torre da David, na 'Cidade Velha' de Jerusalém. (AP Photo/Bernat Armangue)

Imagens de livros projectadas nas muralhas da Torre da David, na 'Cidade Velha' de Jerusalém. (AP Photo/Bernat Armangue)

(clique para ampliar)