O “romance perdido” de Jack Kerouac

by manuel margarido

O “romance perdido” de Jack Kerouac, The Sea is My Brother, escrito nos anos em que trabalhou na marinha mercante, vai ser publicado na íntegra pela primeira vez. Descrito por Kerouac como sendo uma obra sobre “a simples revolta de um homem perante a sociedade como ela é, com as desigualdades, a frustração, e a dor auto-infligida”, o manuscrito de 158 páginas foi o primeiro romance do autor. Não foi, contudo, publicado durante a sua vida. The Sea is My Brother faz parte de uma vaga de obras não publicadas desde o nascimento do ‘culto’ pelo autor, que só agora vão surgindo. Uma colaboração com William Burroughs, datada de 1945, And The Hippos Were Boiled In Their Tanks, foi publicada pela primeira vez em 2008. No ano passado também ocorreu a primeira publicação de Wake Up, datado de 1955, enquanto, em 2007, a versão não expurgada de On the Road foi publicada pela primeira vez. O manuscrito de The Sea is My Brother, juntamente com a “correspondência e comentários revelando o seu desenvolvimento como jovem escritor, incluindo a correspondência com o seu amigo e poeta Sebastian Sampas“, foi adquirida pela Harper nos Estados Unidos, segundo a Publishers Marketplace. A notícia é dada hoje (ontem) pelo The Guardian. Desconhece-se, é óbvio, qualquer iniciativa de publicação da obra em Portugal.

Jack Kerouac em Nova Iorque © Corbis

Jack Kerouac em Nova Iorque © Corbis