Poesia Portuguesa (26) – António Franco Alexandre

by manuel margarido

O nome deste blogue nasceu de um fragmento de Oásis (1992) de António Franco Alexandre (n. 1944). Poeta muito cá de mim, particularmente o livro referido e Aracne (2002). Os dados biográficos, bibliográficos, os prémios, estão no link, não carecem de referência aqui. Poeta ‘classificado’ como difícil, estabelece, muitas vezes a partir de elementos temáticos relacionados com a natureza, uma ligação íntima entre o corpo, o amor, a escrita, numa textualidade geradora de uma intensa osmose, produtora de significações múltiplas, de grande riqueza imagética e poderosa carga emocional.

A UM PÁSSARO

Cristal de azul, chamado

pela canção das asas,

um novo dia pousa sobre as casas; tu,


coração, de pássaro fulgindo,

corpo do bem-amado

amor que abre na noite o arvoredo. em fogo,


oculto em luz, agora

quem dera ouvir a fábula, o enredo

a rede que nas horas se desprende.


em minha mão humana

não pousam, que passavam, os cantantes

nomes vivos das aves. erguer-me:


em claridade voas. terra

a nenhuma memória subjugada, chama

sulcando o ar, que fontes


de bruma incendiadas levantaram

a simples melodia do teu canto?

neve


alada,

ouvir sem voz o vivo vento, corpo

de melro ou cotovia ou nome absolto


no espaço de ar, a vibração da cor;

ou santo colibri, volátil signo;

ou palavra de cego acorrentado;


que luz, em tuas folhas, te deu sombra

e harmoniosa, passageira concha?

que livre amor te inventa, derradeiro


sinal da noite ardendo em meiodia? ou tu,

eternamente repetindo o instante

em teu cinzel de azul nos desejaste?


nenhum secreto nome, nenhum mito

te habita rouxinol ou sapo aflito

mas o sopro da aurora nas colina;


és, na ramagem, folha que contempla;

trapo de céu, ou rio que cegos vemos,

a transparência que o pudor vestiu.


António Franco Alexandre, in Revista Colóquio/Letras, número 76, p. 52, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Novembro de 1983.

Amber Marie Stifflemire, Blue Bird

© Amber Marie Stifflemire, "Birds of a Feather"

(clique para ampliar)