Pietá – a minha

by manuel margarido

Não introduzo elementos de carácter pessoal no blogue. Este é, porém, o primeiro dia de um ano que convoca exigências (raras) no limite da esticada corda das emoções. Por isso não tenho uma fotografia de família. Tenho uma Pietá pessoal (e de Pietá falo, com dolorosa exactidão), de que apenas eu conheço a possibilidade de luz e as linhas de escuridão. Este é, possivelmente, o único post privado que aqui colocarei. Mas tinha de ser e é agora. Sara, minha filha mais nova.

Sara

Sara. Mãe.