Le Carré no Courrier – um serviço

by manuel margarido

Ainda a propósito do número de Dezembro do referido Courrier Internacional, a edição salva-se em grande estilo com um esplêndido texto biográfico de John Le Carré (uma devoção, desde ‘A Perfect Spy‘) onde o escritor relata, num tom supinamente irónico, os seus tempos de espião profissional. Como a peça em causa tem o título «The Madness of Spies – A Secret Service secret» e, na tradução portuguesa (não assinada) surge redutoramente vertida em «Um segredo dos Serviços Secretos»; como o texto começa desta forma: «I carried my first 9-mm. automatic Browning when I was just twenty years old. I was a National Service second lieutenant in the Intelligence Corps in Austria. It was my first clandestine mission, and I was in heaven.», e a tradução nos oferece «Tinha apenas 20 anos, quando tive a minha primeira Browning automática de 9mm. Era segundo-tenente do National Service, em serviço no Intelligence Corps, o destacamento dos Serviços Secretos britânicos na Áustria», penso que presto um decente ‘serviço’ ao deixar aqui o link para o texto original, publicado em 29 de Setembro no The New Yorker.

Nota: Na capa do mencionado C.I., surge o título «Espionagem – John Le Carré conta a sua história». Se o título referido no post anterior era, verdadeiramente, um understatement, este é, em boa verdade, um exageradíssimo overstatement. Critérios).

'lindo serviço...'

'mas que lindo serviço...'

Anúncios