Fotografia do Dia (XIV) – Kim Jong-il

by manuel margarido

Temos a triste memória de como os regimes totalitários que se formaram a partir da matriz marxista foram exímios a refazer a história, retocando fotografias. É célebre o desaparecimento de Trotsky numa foto, onde havia um antes, com ele, Lenine e Estaline, e um depois sem ele, Trotsky. A fotografia era a mesma, mas já era outra. Assim se revia a história. Era a ‘fotografia revisionista‘. Agora é a ‘fotografia ilusionista‘ que parece praticar-se na Coreia do Norte. Perante um anormalmente prolongada ausência de Kim Jong-il (o ‘Querido Líder’, filho do ‘Grande Líder’ Kim Il-sung), começaram a correr rumores sobre dois severos ataques (derrames) cerebrais, um em Agosto, outro em Outubro, de acordo com a AFP/Tóquio. Há mesmo quem especule que já tenha morrido. Certo é que as autoridades norte-coreanas sentiram a necessidade de divulgar um conjunto de fotografias onde ‘aparece’ o Querido. O exercício de detectar manipulações nestas imagens tem ocupado especialistas ocidentais, como pode ser apreciado numa galeria da Time. É o caso desta, onde tudo parece normal: porém, entre o Líder Querido e os dois militares ao seu lado, um muro baixo a que falta o rebordo, sugere um amoroso trabalho de photoshop (se utilizarem o programa, coisa de que duvido). O resto da galeria é motivo para uma minuciosa tentativa de encontrar incongruências. No país onde nada corre mal, que mal há em dar uns retoques na realidade?

'olhó passarinho...'

'Olhó passarinho...'