Rothko ao contrário?

by manuel margarido

Na Tate Modern (Londres) pode apreciar-se, até 1 de Fevereiro, uma exposição que reúne as nove obras doadas por Mark Rothko à instituição a outras da série a que pertencem, The Seagram Murals. Outros trabalhos se juntam a este conjunto, para formar aquela que a própria Tate qualifica como ‘the must-see exhibition of the year’. Perfeito, adorava lá voltar, a sala Rothko deixou-me em silêncio durante uma hora, vai fazer três anos, desta vez não posso.

Perfeito? Há quem diga que duas obras de Mark Rothko – do conjunto Red on Maroon, incluídas na referida série de pinturas encomendadas para a decoração do Edifício Seagram, criadas em 1958-9 – estão colocadas ao contrário! De acordo com alguns peritos a questão é básica, uma vez que a colocação das obras deveria ser feita de acordo com a orientação da assinatura do autor. Elementar? Nicholas Serota (Sir), director da Tate Modern, acha que não e parece que nada se fará quanto ao assunto. A seu favor tem o facto de não existir qualquer fotografia ou prova que valide a vontade de Rothko. E a troca de orientação que Rothko deu à linearidade das cerca de 40 telas, passando-as da horizontal para a vertical, de modo a combinarem com os restantes elementos do restaurante do edifício (colunas, janelas, portas).

É verdade que não existirá melhor lugar que a Tate Modern para ver a obra de Mark Rothko, embora uma das possíveis razões para a surpreendente doação que o pintor americano fez, residisse na vontade de ter parte da sua obra no mesmo lugar onde se expunha largamente Turner. Acontece que, com a separação da Tate em Britain e Modern, as obras dos dois autores ficaram dissociadas no espaço.

Mais importante que estas querelas: quem puder, vá ver a exposição do homem que dizia: “I am not an abstract painter. I am not interested in the relationship between form and color. The only thing I care about is the expression of man’s basic emotions: tragedy, ecstasy, destiny.

Red on Maroon Mural, Section 3 1959 © Kate Rothko Prizel and Christopher Rothko/DACS 1998

Red on Maroon Mural, Section 3 1959 © Kate Rothko Prizel and Christopher Rothko/DACS 1998

Anúncios