The Great American Songbook (XVI) – It Might as Well Be Spring

by manuel margarido

A esta hora já os americanos estão a ocorrer às urnas – já o fazem desde há algum tempo, de resto, graças ao ‘peculiar’ sistema eleitoral norte-americano. Não restam grandes dúvidas que os índices de abstenção terão um mínimo assinalável, num universo em que apenas 75% dos cidadãos com capacidade eleitoral estão ‘registados’ como eleitores. Votarão com esperança, como dizia um comentador ontem, na All Jazeera, cadeia televisiva que tem feito uma notável abordagem da campanha, apanhando sempre os aspectos mais analíticos, não seguindo o modelo espectacular da CNN. A esta hora votam, repito, com esperança. Mais: com um desejo de salvação personificado num homem. Ora não será este homem – seja qual for o eleito – um fazedor de milagres. Esperam-no grandes trabalhos para corresponder minimamente ao que, maximamente, dele se aguarda. É um trabalho de elevado risco este: em pleno Inverno fazer aparecer a Primavera.

*

It Might as Well Be Spring. Em 1945, ano de Primavera, após o longo Inverno da Guerra, a dupla Rodgers e Hammerstein escrevem esta canção para o filme State Fair, com ela ganhando o ‘Óscar para a Melhor Canção‘. Muitas versões, mas de novo Nina Simone arrebata o troféu do meu gosto. E de novo com uma imagem em still, o que pode até ser bom para apenas ouvir. Um ‘apenas’ que não é pouco.

Advertisements