The Great American Songbook (XII) – Someone to Watch Over Me

by manuel margarido

Quase tudo o que se diz, nesta altura, no final de campanha para as presidenciais dos E.U.A., é repetitivo, exaustivamente ‘martelado’, até produzir soundbites que se alojem no subconsciente do eleitor. Suspeito, aliás, que o ruído intenso da corrida eleitoral gerado pelas candidaturas, pelos media, seja menos importante para o americano comum que as incertezas do presente, do futuro próximo. Talvez McCain tivesse uma boa linha estratégica numa abordagem mais serena, securizante, mesmo paternalista. Infelizmente estava do lado contrário da vedação. Não podia nem pode dizer que vem tomar conta das pessoas.

*

Someone to Watch Over Me. De novo a imparável dupla Gershwin, George e Ira, que escreve, em 1926 este standard para o musical Oh, Kay!. Uma canção memorável, que teve mais intérpretes consagrados que provavelmente qualquer outra do G.A.S.. Aqui é Frank Sinatra, no filme Young at Hearth, sentado ao piano, a cantar, a fazer olhinho a Doris Day. A representar com cada músculo do rosto. Raios partam tanto talento!