Um erro?

by manuel margarido

Indignado, José Sá Fernandes fez um ultimato ao Partido Nacional Renovador para retirar o extraordinário cartaz que este partido colocou na Rotunda de Entrecampos. Pela voz dos seus responsáveis, o PNR já informou a sua intenção de apresentar queixa crime contra a CML, mais concretamente contra a ‘vereação de Sá Fernandes’, por abuso de poder. Quem diria. Com uma mensagem tão integradora afixada em Entrecampos, o PNR é sensível ao ‘abuso de poder’. Mas há uma questão pertinente que se coloca, no meio desta aparente minudência: agindo de acordo com um entendimento possivelmente estribado na constitucionalidade da mensagem do PNR, não estará Sá Fernandes a dar quota de voz aos que defendem como expurgáveis da nação, passo a listar: fronteiras abertas, subsídio dependência (sic), Multi culturalismo (sic), Baixos salários, Criminalidade, Desemprego, inscritos em ovelhas ‘casualmente’ negras? É que, nas leitarias, estas mensagens passam. E quanto maior importância se lhes der, maior pode ser a sua penetração. Numa sociedade retraída e assustada, o medo é um argumento forte. E, convenhamos, o cartaz teria muito menos exposição apenas colocado na praça de Lisboa do que na capa dos jornais e nos noticiários de oportunidade. Há coisas que não se devem tolerar. Mas foi à custa de muita arrogância democrática que Le Pen passou de vítima a força política. Ouvida. Votada. Pode ser um erro, José Sá Fernandes. Não tenho a certeza.

(e agora conspurque-se este blogue)

Embora daqui, eu sou a avelha negra do rebanho!

Embora daqui, eu sou a ovelha negra do rebanho!

Anúncios