The Great American Songbook (II) – Fever

by manuel margarido

Ontem as coisas começaram a aquecer, à medida que a candidatura Democrata vai subindo nas sondagens e consolidando posições, Estado a Estado, navegando as águas da Economia. Os Republicanos passam ao ataque ad hominem, em suma, à política negativa. São criticados pelas suas próprias hostes, pela voz do mais que ‘insuspeito’ Karl Rove: “the McCain campaign faced criticism by fellow Republicans over its strategy. Karl Rove, the architect of President Bush’s two electoral victories, wondered out loud why the McCain team had announced in advance that it was going to unload with attacks on Obama’s character.” O que é que isto tem a ver com música? Nada. Tudo. Os próximos dias prometem aquecer.

*

Fever. Em 1956, Otis Blackwell escreve este clássico para Little Willie John. De imediato transforma-se num tema de culto, num standard, amado por intérpretes da música popular ‘tradicional’, conhecendo igualmente múltiplas versões por parte de cantores da área da pop music. Mas é Peggy Lee quem leva a canção a rebentar definitivamente com o termómetro emocional. Ouçam-na.

Anúncios