Novos Poetas (VII) Renata Correia Botelho

by manuel margarido


é sempre a mesma curva

cega, neste troço de pedra lascada,

não há como escapar

às primeiras chuvas

ao piso escorregadio dos olhos,

despiste, falésia mortal,

o coração não entende

sinais vermelhos.

Renata Correia Botelho, in revista Telhados de Vidro nº 2, p. 39, Averno, Lisboa, Maio 2004

Os dias corriam com a água... © Maria José Amorim, Olhares, fotografia online
Os dias corriam com a água… © Maria José Amorim, Olhares, fotografia online
Advertisements